Quinta-feira, 28 de Maio de 2020

Eleição na Ales: “Estaria jogando minha biografia no lixo, se votasse sim”

Publicada em 02/12/19 as 23:15h - 45 visualizações

por Tv Mares Guarapari


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Tv Mares Guarapari)

A manobra de bastidores que antecipou na manhã de quarta-feira (27) a eleição da presidência da Assembleia Legislativa para o mandato, que só começa em 2021, foi duramente criticada pelo deputado estadual Sergio Majeski (PSB).

Sem nenhum comunicado oficial ou anterior, a sessão preparatória para eleição da Mesa Diretora foi anunciada durante a sessão ordinária (encerrada com apenas 13 minutos de duração) pelo deputado Marcelo Santos (PDT), que presidia os trabalhos.

“Estaria jogando minha biografia no lixo se votasse sim em uma armação tão sórdida, tão rasteira, tão pequena, tão antidemocrática quanto essa. É um dia triste, é um dia lamentável, é um dia de luto para esta casa. Como se pode apequenar uma casa, um poder desta estatura dessa forma”, destacou Majeski ao anunciar o voto contrário à chapa única, encabeçada pelo atual presidente da Ales.

Com 30 deputados, o Plenário elegeu por 24 votos a favor e cinco contra a Mesa Diretora que vai comandar a Assembleia Legislativa no biênio 2021-2023. O atual presidente, deputado Erick Musso (Republicanos), foi reeleito em uma chapa com a seguinte formação: Marcelo Santos (PDT) como 1° vice-presidente; Torino Marques (PSL), 2° vice-presidente; Adilson Espindula (PTB), 1° secretário; Freitas (PSB), 2° secretário; Marcos Garcia (PV), 3° secretário; e Janete de Sá (PMN), 4° secretário.

Os votos contrários foram dos deputados Fabrício Gandini (Cidadania), Iriny Lopes (PT), Luciano Machado (PV), Dary Pagung (PSB) e Sergio Majeski (PSB) e o deputado Theodorico Ferraço (DEM) não votou.

“Foi tudo tramado para pegar todo mundo de surpresa, foi muito vergonhoso o que aconteceu. Acho que a sociedade terá uma reação em relação a isso, percebendo esse movimento que ocorreu e como ele ocorreu, com atitudes pequenas manter e usufruir do poder. O que aconteceu aqui hoje é um dos dias mais vergonhosos da história da Assembleia Legislativa”, completa Majeski.

Com informações da Comunicação/Ales



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Visitas: 1042   Usuários Online: 4

Nosso Whatsapp

 27998432800

Copyright (c) 2020 - Tv Mares Guarapari